É seguro pedir um Empréstimo Online?

Temos algumas dicas para você não cair em cilada.

Seja para quitar pequenas dívidas, seja para usar como investimento ou capital de giro e impulsionar o negócio, seja para renovar estoques ou então para suprir uma necessidade urgente de aumentar a receita. Os motivos podem ser os mais diversos possíveis e, muitas vezes, na pressa de conseguir algo rápido e fácil, você pode acabar não prestando atenção e caindo em armadilhas.

Por isso, se é empresário e está interessado em aderir um empréstimo online, confira as dicas que daremos e saiba como se prevenir contra as fraudes presentes na internet.

Não divulgue o seu número de telefone em comentários de posts em redes sociais

Ao divulgar o número de telefone ou outros dados pessoais em comentários de posts as suas informações ficam expostas para quem passar por ali. Muitos fraudadores se utilizam disso para encontrar pessoas que se demonstraram interessadas em um empréstimo online e entram em contato para oferecer uma proposta supostamente muito atraente.

Não acredite em promessas incríveis

Os empréstimos online são realmente mais ágeis e facilitadores do que os convencionais, mas tome cuidado para não acreditar em promessas irreais. Por exemplo, muitos golpistas nem se preocupam em solicitar uma análise de crédito antes de aprovar o seu pedido. Mais uma vez: isso não existe!

O que mantém a empresa que irá te fornecer um empréstimo é justamente o valor das parcelas que você irá pagar. Assim, é comum e natural que sejam solicitados documentos que comprovem o seu histórico de crédito e a sua renda mensal.

Não realize nenhum tipo de pagamento ou depósito adiantado

Pedidos de pagamentos adiantados com a finalidade de liberar o dinheiro do empréstimo são uma furada. Empresas sérias nunca fazem essa solicitação. Você só começa a pagar depois que tiver o valor recebido e qualquer taxa ou seguro já estará incluso no valor dessas parcelas.

Além disso, para facilitar o entendimento do cliente ao analisar as diferentes opções de crédito ofertadas por bancos e instituições financeiras, o Banco Central Brasileiro, através da resolução nº 3.517, estipulou a divulgação do Custo Efetivo Total (CET) no momento da contratação do empréstimo.

A CET é uma taxa que é calculada levando em conta todos os custos e encargos da operação de crédito, incluindo a taxa de juros, tarifas, seguros, tributos, custos relacionados a registro de contrato e outras despesas cobradas na operação, fazendo com que a taxa final aumente. Assim, quando considerados todos os outros custos envolvidos, a instituição com a menor taxa de juros.

Busque informações somente no site oficial da empresa

Como você viu, a atenção redobrada é essencial na hora de optar por um empréstimo online. Tenha certeza de que a empresa é séria e de que você não está em um site fraudulento.

Empréstimos confiáveis e sem garantia existem e estão se tornando cada vez mais comuns. Na grande maioria dos casos, sites honestos de correspondentes autorizadas pelo Banco Central possuem algumas características que te permitem detectar que não se trata de um golpe. Veja quais são elas:

  • Na barra de endereço do site, é possível encontrar o desenho de um cadeado. Ele garante que todas as informações compartilhadas por ali são transmitidas com segurança;

  • No rodapé do site você pode encontrar o nome do banco ao qual a fintech é correspondente bancária;

  • Depósitos e pagamentos antecipados NUNCA devem ser solicitados.

Siga essas orientaçõe você terá uma ótima experiência com eles.


Créditos: Com informações do Jornal Contábil

Gostou? Compartilhe com seus amigos:
 
Voltar ao Topo!